domingo, 25 de outubro de 2009

“Sinfonia” das práticas musicais… de Beethoven a J. Santos

Há algum tempo elaborei um trabalho que procurava utilizar uma técnica muito em voga na música electrónica e não só, naturalmente! Colagens…

Não tendo eu as competências, inimagináveis, de um Luciano Berio que, na sua Sinfonia, mostra o quão brilhante e genial é no domínio e manuseamento de material musical de outros compositores, o que apresento hoje é fruto de algumas horas passadas a seleccionar e a programar material base para, finalmente, poder proceder à sua colagem e montagem no software apropriado…

Tudo não passa de um exercício de estudante mas todo o trabalho deu imenso prazer… Ainda mais porque convivem na mesma “partitura” compositores que muito me dizem… Beethoven, Joaquim dos Santos… Wagner, Schumann, Ravel e Stravinsky! 

Trabalho realizado por Nuno Costa no âmbito da unidade curricular Práticas Musicais Contemporâneas I, 2008-2009. ESMAE

Fica aqui registada a “ousadia”…

 

Para ajudar a decifrar a mistura de obras, aqui fica o catálogo das que foram utilizadas!

Wagner: Tristan und Isolde, Erster Aufzug, Einleitung | Joaquim dos Santos: Sinfonia “Roma Eterna” | Stravinsky: Le Sacre du Printemps, Les augures printaniers danses des adolescentes | Beethoven: Sonata op. 27, n.º 2 | Schumann: Concerto para piano, op. 54 | Ravel: La Valse

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Encerramento da Exposição em Cabeceiras de Basto

Pormenor da Exposição...Na passa da sexta-feira terminou mais uma actividade dedicada ao nosso Maestro. Quero pensar que esta exposição marcou alguma diferença no quotidiano da vila de Cabeceiras de Basto…ainda que possa ter sido pequena, ou não!

Como sempre, ficamos a aguardar pelos próximos desenvolvimentos à volta da vida e obra do Padre Compositor Joaquim Gonçalves dos Santos…

Aqui ficam algumas fotografias da Exposição organizada pela UMinho, Emunibasto, Município de Cabeceiras de Basto e um conjunto de pessoas dedicadas…

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Scherzetto, 2 clarinetes | para ouvir…

Mais uma obra do nosso Maestro que está disponível para audição aqui no blog e no youtube.
Scherzetto para 2 clarinetes é uma pequenina obra dividida em três partes. O cânone e a imitação são as técnicas recorrentes. É constante o jogo entre os dois instrumentos que “brincam” durante toda a obra. Uma secção central faz o balanço (adagio) entre as duas extremidades (andante) que por fim, com uma espécie de stretto, apressa-se numa subida que parece disputada pelos intervenientes de um jogo…
Interpretação de Vítor Matos e Domingos Castro.



Gravado ao vivo na Igreja de Santo António dos Portugueses em Roma no dia 21 de Abril de 2004. Ver na Agenda IPSAR
Aos meus caríssimos artistas e amigos – Vítor Matos e Domingos Castro.
…para Roma ou qualquer outro lugar…

sábado, 10 de outubro de 2009

Obras para órgão | Partituras

Joaquim dos Santos na sua mesa de trabalho... Numa das várias pesquisas que vou fazendo pela internet encontrei, já há algum tempo, um site que disponibiliza a partitura de três obras para órgão do Pe. Joaquim dos Santos.

Deixo aqui o link para quem quiser, por curiosidade ou trabalho, fazer uma incursão na obra organística do Maestro.

Joaquim dos Santos, obras disponíveis na internet (fac-simile) clicar em cada título para poder aceder à partitura

www.apao.web.pt

Para a última obra (Preludio ricercare), há uma gravação aqui no blog (interpretação de Giampaolo di Rosa), bem como um artigo dedicado a esta e outras obras escritas pelo Maestro enquanto estudante no Pontifício Instituto de Música Sacra em Roma na década de 60. ver aqui

Prelúdio Ricercare Passacaglia

Uma obra de carácter extremamente introspectivo e meditativo que revela uma grande energia, não necessariamente explosiva mas uma energia enorme que emana de algo que aparentemente não previa tão grande força… opiniões

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Fado…

No dia de hoje foi dada imensa importância ao Fado… Parece que, finalmente, uma parte substancial dos portugueses dá ouvidos a este género musical que tanto de nós, portugueses, diz…

Em boa parte, este (re)lembrar do fado dos últimos dias deve-se ao aniversário de morte da nossa inigualável Amália…

Não me encontro muito documentado para poder fazer um artigo completo mas não quis deixar de utilizar este dia para assinalar que, também, na obra do Maestro Joaquim dos Santos há um lugar dedicado à criação de peças musicais a que nós nos habituamos a ouvir como fados… Não são muitos os fados compostos pelo Maestro mas diria, de cor, que serão uns 10, pedidos por amigos ou por anónimos que se dedicavam ao fado da música…

sábado, 3 de outubro de 2009

Glória da Kenose | Pe. Dr. António Luís Esteves | 1956-2009

A via crucis de Jesus é, para mim, o paradigma das vias crucis da humanidade. Na Sua leio-o a história do homem, na procura incessante da paz, desejo íntimo de cada homem, nos equívocos da história pessoal ou colectiva. O grande código para decifrar o problema do homem continua a ser o mistério do Redentor, por mais que as filosofias pós-modernas se arrendem de referências ou valores. De facto, os princípios foram destronados de uma legitimação transcendental porque se terá abusado duma autoridade extrínseca para os justificar. A verdade é que a morte de Deus anunciou tragicamente a morte do homem, do super-homem, que, na arrogância desmistificante dos mitos de origem ou de destino, se viu tragicamente só diante da responsabilidade do futuro. (…)

Quem vive desta esperança crucificada não é desiludido nas desilusões da história de todos os tempos, porque a morte venceu a vida, o amor é mais forte que a morte, a vitória acontece no fracasso da Sexta-Feria Santa. O silêncio lúgubre do Sábado santo é senão o anúncio inesperado do Aleluia divino, dom gratuito do Amor.

Pe. Dr. António Luís Esteves - “Glória da Kenose, via sacra dos Artistas”

Pe. Dr. Luís Esteves em Santo António dos Portugueses_2007

Perdemos um gigantesco pensador… também ele um enorme admirador da obra e pessoa que foi Joaquim dos Santos…

A sua obra, de escritos profundos e meditativos ainda está longe de ser conhecida; e como acontece grande parte das vezes… apenas a morte trás o reconhecimento… que triste. 

Aqui deixo os links de várias críticas publicadas no Diário do Minho, relativas ao Dr. Joaquim dos Santos. Dois amigos que se reencontram na glória prometida…

Obras de J. Santos em concerto Pascal

A música ao serviço do diálogo inter-religioso

Entrevista com o compositor ou… uma confissão humilde... 

Uma homenagem simples mas sentida, prestada por quem admirava a sua eloquência das palavras… Com este cântico termino a minha oração em sua memória…

Ordenado presbítero em 1981, o Pe. Luís Esteves começou por estagiar no jornal “Diário do Minho” nos anos de 1980-1981. Posteriormente, em 1985, prosseguiu os seus estudos, tendo sido enviado a frequentar o Instituto Bíblico de Roma. Após o seu regresso, em 1989, integrou o Corpo Docente da Faculdade de Teologia em Braga e foi nomeado Vigário Paroquial temporário de Lago, Amares. No ano 2000 foi nomeado representante do Secretariado do Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso. O funeral terá lugar amanhã (hoje dia 3), após Missa Exequial, celebrada às 15h30 no Mosteiro de Tibães, a que preside D. António Couto. O corpo do Pe. Luís Esteves estará ainda em câmara ardente a partir das 10h da manhã, no mesmo Mosteiro de Tibães. ver em Presspoint

Pe. Joaquim dos Santos e Pe. Luís Esteves

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Em Concerto…

Hoje, realiza-se mais um concerto onde figuram obras do Pe. Dr. Joaquim dos Santos.

Gostaria de fazer sempre alguma referência a concertos ou outros eventos onde se executam obras do Maestro mas se não for informado, ou descobrir por acaso numa qualquer pesquisa que faça, dificilmente se poderá adivinhar e divulgar aqui na página dedicada ao Dr. Santos…

Centro Cultural de Chaves | 21h30 | Entrada Livre

Coral de Chaves com obras de Joaquim dos Santos, Fernando Lapa e mais compositores portugueses.

PROGRAMA

  • Emma - Franz Schubert (canto e piano)
  • O meu menino é d’oiro – Zeca Afonso/Joaquim dos Santos
  • Menino do bairro negro – Zeca Afonso/Joaquim dos Santos
  • Canção de embalar – Zeca Afonso/Joaquim dos Santos
  • Cantar d’amigo – Cláudio Carneyro (canto e piano)
  • Instante – Joaquim dos Santos (canto e piano) ESTREIA
  • A Largada – Joaquim dos Santos
  • Responso – Fernando Lapa
  • Ailitla – Fernando Lapa
  • Discurso – Fernando Lapa
  • Gretchen am Spinnrade – Franz Schubert (canto e piano)
  • Amazing grace – espiritual negro/Fernando Lapa
  • Tomara eu que viesse – Pedro M. Santos (popular)
  • Espadeladas – Joaquim dos Santos (popular)
  • Ó minha mãe venha “vere” – Fernando Lapa (popular)
  • O milho da nossa terra – Fernando Lopes-Graça (popular)