quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Puer natus est | Joaquim dos Santos | Um dia Sagrado

Vem de longe a influência que o Canto Gregoriano tem na música e na pessoa do Pe. Joaquim dos Santos. Já nos longínquos anos 60, quando escreve as suas primeiras obras, rasgam pela pauta do jovem Joaquim dos Santos melodias que bebem directamente do canto por excelência da Igreja Católica.

Esta sensibilidade esteve com o Pe. Joaquim dos Santos até aos últimos dias, pois até aí não descansou de escrever música. Tanto ao nível da música secular como ao nível da música sacra, a utilização, a citação e o desenvolvimento das belas linhas melódicas que caracterizam o Canto Gregoriano foram uma constante na sua obra. Sem qualquer dúvida afirmo que, Joaquim dos Santos, foi uma das últimas personalidades, em Portugal, a dominar esta língua única que é o Canto Gregoriano e com esse entendimento ofereceu-nos muitos momentos de música sacra belíssima, música sacra com um toque verdadeiramente diferente, na simplicidade e na complexidade conseguiu transmitir uma verdadeira mensagem de Amor e Beleza.

Tomara que a Igreja de hoje e de amanhã venha a ter muitas sensibilidades e sabedorias do tamanho da deste homem simples chamado Joaquim dos Santos.

Como ponto de interesse, destaca-se aqui o belo cântico de natal (publicado há quase dois anos neste blog) “Um dia Sagrado” pela convergência que tem com o extraordinário tema “Puer natus est”. Para quem defende uma liturgia verdadeiramente enriquecida com cânticos litúrgicos dignos, aqui tem uma sugestão para o Natal que se aproxima…