sábado, 28 de março de 2009

Policarpo ao som de sax... | 17.04.2005

Maestro Joaquim dos Santos com sua irmã Maria em Santo António dos Portugueses | Roma, 2006O título é sugestivo... O artigo é do jornal Correio da Manhã... E imaginem de quem era a música que pôs "Policarpo ao som de sax"...


17 de Abril de 2005
Dias de Roma

POLICARPO AO SOM DE SAX

Hoje, é dia de reflexão, não fosse amanhã o primeiro dia da votação que traz o Mundo suspenso. Todos os 115 cardeais que vão sentar-se na Capela Sistina estarão este domingo na sua paróquia romana (quase todos têm uma).

José Policarpo vai rezar missa a uma pequena rua da Roma antiga, nas imediações da Praça Navona, com o nome que vale por uma bandeira: Via dei Porthoghesi. Um hotelzinho com as quinas, Hotel Portoghesi, e a vizinha igreja... Esta chama-se Igreja de Santo António dos Portugueses e o seu titular é o próprio cardeal patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, que tomou posse dela, em Maio de 2001.
Construída no séc. XVII, a sua fachada é contígua aos velhos edifícios da rua como é comum em Roma, mesmo aos monumentos mais nobres. O brasão real da Casa de Bragança domina o grande janelão da frontaria. Uma única nave, com coro e órgão e velhas lápides. Uma delas, do grande pintor Domingos Sequeira, morto na cidade da sua paixão.
Hoje, vai poder medir-se o favoritismo do cardeal português: a imprensa estrangeira acorrerá à última missa pública daquele de quem tanto se diz poder ser o próximo Papa? Presentes vão estar os dois embaixadores portugueses, em Roma e na Santa Sé. O reitor do Instituto de Santo António, monsenhor Agostinho Borges, melómano, preparou uma surpresa musical. Encomendou ao padre Joaquim dos Santos, de Cabeceiras de Basto, de passagem por Roma, uma peça para dois clarinetes, saxofone e órgão. Feita de propósito para esta missa, a peça foi composta de um dia para o outro.
O cardeal José Policarpo fará a homilia. Grande responsabilidade para um candidato a Papa. Responsabilidade ainda maior: daquele púlpito, já falou o padre António Vieira.

Ferreira Fernandes

Ver origem deste artigo em Correio da Manhã

[Foto de G. Luna, gentilmente cedida pelo IPSAR]

quarta-feira, 25 de março de 2009

...in Memoriam...

Num futuro próximo, haverá várias actividades ligadas à obra do Maestro Joaquim dos Santos. Sobretudo concertos. O conteúdo dos programas musicais passará, com especial destaque, por obras do Maestro. Neste blog, sempre que tiver conhecimento, será feita a divulgação de tais eventos.

Assim sendo, o primeiro destaque vai para os Dois Motetes para a Semana SantaCrucem tuam e Christus factus est a serem apresentados no dia 6 de Abril na Igreja de Santa Cruz – Braga. A interpretação estará a cargo da Cappela Bracarensis e Ançã-ble vocal sob a direcção de Pe. Pedro Miranda.
Os Dois Motetes serão apresentados numa versão para Orquestra de Cordas e Coro realizada, à posteriori, por Nuno Costa.

terça-feira, 17 de março de 2009

Igreja de S. Miguel de Refojos encheu para homenagear o Padre Doutor Joaquim Santos | 13.04.2007

Maestro Joaquim dos Santos, Roma"Centenas de pessoas acorreram no passado dia 13 de Abril de 2007, à Igreja de S. Miguel de Refojos para assistir ao Concerto de Homenagem ao ilustre compositor Cabeceirense Padre Doutor Joaquim Santos, promovido pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela empresa Emunibasto, com a colaboração da Paróquia de Refojos e com o apoio do Grupo Cappella Bracarensis, Grupo Vocal Ançã-ble e a Banda Cabeceirense.

Este evento cultural contou com a presença de D. Joaquim Gonçalves, Bispo de Vila Real, Cónego Fernando Monteiro, em representação do Arcebispo Primaz de Braga, Arcipreste de Cabeceiras de Basto e demais párocos, bem como, os Presidentes da Câmara e Assembleia Municipais, vereação e muitos outros autarcas a que se associaram vários maestros, compositores e outros músicos, mas também muito amigos, admiradores e povo anónimo proveniente de vários pontos do concelho e do país que não quis deixar de marcar presença neste concerto promovido no dia do aniversário do homenageado.

O espectáculo composto por duas partes distintas, iniciou com a leitura de algumas notas biográficas deste vulto da cultura Cabeceirense, seguindo-se num primeiro momento a actuação dos grupos vocais que interpretaram, de forma sublime, um conjunto de temas de autoria de Joaquim Santos, sobre poetas portugueses, nos quais se incluem textos de Vasco A. Gonçalves, J. Silva Lima, Miguel Torga e Mário Garcia. No segundo momento a que chamaram “Joaquim Santos e o Mistério Pascal”, os grupos interpretaram em conjunto, do mesmo compositor, quatro cânticos quaresmais e ainda “Onde há caridade verdadeira” e “Nasceu o Sol da Páscoa”.

Na segunda parte, a Banda Cabeceirense com a qual Joaquim Santos tem mantido uma estreita colaboração ao longo das últimas quatro décadas, abrilhantou este concerto com a actuação de três temas que muito entusiasmaram a assistência que enchia por completo este Templo.

Na oportunidade o Presidente da edilidade, Eng.º Joaquim Barreto, enalteceu a vida e obra do homenageado tendo referido «…é um homem simples no seu viver, um cidadão honesto e cumpridor, um padre humilde e desprendido, para além de ter sido um professor dedicado e carinhoso». O Presidente da Câmara disse ainda tratar-se de «um músico e compositor brilhante e genial como se pode constatar pela vasta obra que já produziu, divulgada e apreciada a nível nacional e internacional». O Eng.º Joaquim Barreto, afirmou que «como Presidente da Câmara o considero um Cabeceirense exemplar e raro que trouxe, traz e continuará a trazer grande prestígio e honra a Cabeceiras de Basto, pelo que interpretando o sentir das populações do Município quero expressar-lhe o enorme orgulho que temos em si e manifestar-lhe um sincero e reconhecido muito obrigado».

No final da sua alocução, presenteou o homenageado com uma peça em prata simbolizando a última Ceia.

A Banda Cabeceirense quis também associar-se à homenagem oferecendo uma salva de reconhecimento pela passagem do 71º Aniversário do compositor. D. Joaquim Gonçalves, Bispo de Vila Real e seu amigo pessoal, não quis deixar de proferir umas palavras de regozijo pela homenagem prestada pelo Município e pela tão grande adesão do público para assistir a esta noite cultural.

O concerto que contou ainda com a participação das Guias de Portugal, encerrou com toda a assistência a acompanhar, cantando, a Banda na interpretação do tema Parabéns."

quinta-feira, 12 de março de 2009

Canções para Crianças | Sons p'rá Guitarra da Boneca

por Carla Simões... (texto retirado do trabalho "Joaquim dos Santos - um compositor no panorama musical português contemporâneo" e da introdução da edição "Sons p'rá guitarra da boneca".)
"Ao folhear o livro de poemas para crianças "A guitarra da boneca", de Matilde Rosa Araújo, dez destes destacam-se pela sua simplicidade e beleza. Convidei então o meu bom amigo Joaquim Santos a tornar o som destas palavras ainda mais bonito, embelezando-as com a sua música. Este dueto de palavra e música foi enriquecido com as ilustrações de duas jovens amigas, a Luisinha, que desenhou, e a Mané que pintou. Estas canções são uma prova evidente da harmonia entre música, palavra e imagem.
E assim nasceram os Sons p'rá guitarra da boneca.

Incluído neste livro, existe um CD com as dez canções, executadas pelo coro Cantata
Este livro é essencialmente o resultado de um encontro de amigos. Obrigada a Joaquim dos Santos pela sua música, obrigada a Matilde Rosa Araújo pelos seus poemas, obrigada à Luisinha e à Mané pelos seus talentosos desenhos e obrigada ao coro Cantata pelas suas vozes e pelo carinho que dedicaram a este trabalho.
Aqui está este livro, onde cada canção é um presentinho de todos estes amigos para vós. Agora, só falta que se juntem a nós e façam parte dos sons p'rá guitarra da boneca".

Esta obra foi dada à estampa pela Editora Casa do Professor que apresentou um óptimo trabalho acompanhado com CD.



Facilmente se pode adquirir "Sons p'rá guitarra da boneca" através do site: http://publicacoes.casadoprofessor.pt/publicacoes.php





Intérpretes
Coro Cantata
Elsa Marisa Amorim piano
Carla Simões direcção
Gravação realizada no Auditório Adelina Caravana do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga por Serafim Barreiro (técnico) e Carlos Meireles (assistente). 2003

segunda-feira, 9 de março de 2009

Esclarecimento | Obra para Órgão

Um artigo publicado neste blog teve como tema "Pontifício Instituto de Música Sacra em Roma Concertos". Neste artigo abordei, com especial destaque, a obra para órgão Preludio (ricercare) e Passacaglia, da qual é apresentada uma gravação com interpretação do organista italiano Giampaolo di Rosa. No decorrer do artigo, aí escrito, subentende-se que o Finale mencionado possa fazer parte do Preludio (ricercare) e Passacaglia mas não faz! Este Finale é parte integrante de um grupo de 5 pequenas peças para órgão. Finale (do introito Puer natus est) foi apresentado em público, pela primeira vez, em conjunto com o Preludio (ricercare) e Passacaglia mas são obras distintas. O facto de estas aparecerem sempre juntas criou o equívoco. 5 peças para órgão é uma obra de 1967 e neste conjunto encontra-se o famoso Finale. Preludio (ricercare) e Passacaglia é uma obra de 1968, completamente distinta da anterior.

sábado, 7 de março de 2009

Cânticos | Outras publicações | Joaquim dos Santos


No seguimento dos anteriores artigos deste blog, a presente publicação incide nas edições de música litúrgica que contém cânticos do Padre Joaquim dos Santos.

Edições amplamente divulgadas e conhecidas são as do Secretariado Nacional de Liturgia - Serviço Nacional de Música Sacra. Nestas edições consta um bom número de cânticos com a assinatura "J.Santos".

Podemos encontrar cânticos em:

Cânticos de Entrada e Comunhão I
(CEC I)
Cânticos de Entrada e Comunhão II (CEC II)
Liturgia das Horas - Edição para Canto II
Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica - Fátima (ENPL)

Da Editorial Missões - Cucujães conhecemos as famosas edições "Cantemos Todos". Nestas também podemos encontrar cânticos do nosso Maestro.

Também da Comissão Bracarense de Música Sacra, mais propriamente na Nova Revista, há uma edição que reúne todos os cânticos de todos os autores publicados até à NRMS 112 (voz e textos) - "A Igreja Canta" (2ª edição)

Se mais edições de música sacra há, com obra de Joaquim dos Santos, não conheço.

Além deste artigo sobre cânticos publicados do Pe. Dr. Joaquim Gonçalves dos Santos pode consultar os seguintes:

Cânticos publicados na NRMS (1) (ver hiperligação)

Cânticos publicados na NRMS (2) (ver hiperligação)

Cânticos publicados | Revista Música Nova & Revista da Academia Martiniana (ver hiperligação)

sexta-feira, 6 de março de 2009

Cânticos publicados | Revista Música Nova & Revista da Academia Martiniana

Como já foi referido, não só na Nova Revista de Música Sacra foram publicados cânticos do Pe. Joaquim Gonçalves dos Santos.

Em 1986 surge a série litúrgica Música Nova que teve a publicação de quatro números até 1989. Nesta nova revista de música para a liturgia colaboravam David Oliveira, Joaquim Santos, Mendes de Carvalho e Sousa Marques.

Foram publicados, nesta série, dezanove cânticos do Pe. Joaquim dos Santos.

Nº. 1 - Advento
Confiados em Deus
Alegrei-me quando me disseram
Aleluia
Os frutos que nos destes
Alegres comungamos o Senhor
Pelo Pão que nos destes

Nº. 2 - Quaresma
Povo meu, põe-te a caminho
Pecámos, Senhor
Glória a Vós
Esperámos, Senhor, na vossa misericórdia
Louvor e Glória a Vós
Sacrifício para Deus
Do Egipto povo liberto
Louvado seja o meu Senhor

Nº. 3 - Culto Mariano
À Senhora da Conceição
À Virgem de Fátima
Magnificat

Nº. 4
O que somos e temos
Igreja santa de Deus

A revista Música Nova teve a sua curta actividade entre os anos de 1986 e 1989. Com apenas quatro números poderá dizer-se que teve uma intensa publicação de cânticos, pois em quatro números foram apresentados 83 cânticos de quatro compositores!

REVISTA DA ACADEMIA MARTINIANA

Outra Revista que acolheu a música de Joaquim dos Santos foi a, já extinta, Revista da Academia Martiniana.
Com oito números entre os anos de 1999 e 2003, esta Revista, com sede em Coimbra, tem especial importância pela música publicada de Manuel Faria e Mário Sousa Santos. Importância por dar voz a compositores de música litúrgica com o potencial para dar um novo rumo à música sacra em Portugal, como é o caso do Padre Pedro de Miranda.

Do Maestro, nesta colecção foram publicados dois hinos em louvor dos Santos.

Hino de São Martinho
Hino de Frei Bernardo

Além deste artigo sobre cânticos publicados do Pe. Dr. Joaquim Gonçalves dos Santos pode consultar os seguintes:

Cânticos publicados na NRMS (1) (ver hiperligação)

Cânticos publicados na NRMS (2) (ver hiperligação)

Cânticos| Outras publicações (ver hiperligação)