quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Impressões bíblicas para piano solo | Servite Domino in Laetitia

Estas Impressões Bíblicas para piano nascem em Vila Real, quando, ao terminar o concerto do meu Oratório Travessia (22.06.2006), o caríssimo amigo Giampaolo Di Rosa me pediu que escrevesse para piano algo de carácter religioso (…)

Eis, portanto, estas breves notas musicais – apontamento simples e despretensioso da minha leitura dos Três Salmos agora apresentados.

As anotações feitas aos mesmos têm como fonte “Salmos, Introducciones y notas de Luís Alonso Schökel

(…)

Joaquim dos Santos, 11 de Fevereiro de 2007

 

Uma obra pura e simplesmente fantástica.

Ângelo Martingo – piano

Salmo 1; Salmo 132; Salmo 99

Ver artigo associado

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Espadeladas | Canção popular | Coro misto

Passados quase três anos sobre a primeira publicação desta canção aqui no blog, na versão para instrumentos, surge agora a oportunidade de apresentar a versão para quatro vozes mistas que o Pe. Joaquim dos Santos escreveu na década de oitenta.

Verdadeira memória de outros tempos. Que seja, no mínimo, preservada.

Coral de Chaves

Gravado no dia 23 de Agosto de 2011 na Igreja de São João de Deus em Chaves.

Coral de Chaves
Nuno Costa, direcção

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Podas | Canção popular portuguesa | Coro misto

Já passa bastante tempo desde a última publicação, aqui no blog. As minhas desculpas por este facto mas será cada vez mais difícil manter uma actividade tão regular como aquela que sempre se quis manter.

Esta verificação não condicionará a actividade em torno da música do Maestro Joaquim dos Santos, como é lógico, e far-se-á questão de publicar novos artigos sempre que seja necessário. Uma das formas eficazes de ficar a conhecer tudo o que aqui se publicar é tornando-se um “seguidor”.

Como é sabido, estão em curso as publicações de partituras do Maestro na AvA Musical Editions e este será o foco que absorverá a energia aplicada no nome Joaquim dos Santos.

 

Deixo-vos com esta bela canção recolhida na década de 80 na zona de Cerva. Com um evidente sabor do Minho, aqui fica esta apropriação trasmontana com uma roupagem sugestiva de Joaquim dos Santos.

Não cortes a videirinha (Podas) – Coral de Chaves