terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Uma perda para Música Sacra em Portugal

Faleceu o Cónego Carlos da Silva.

O Cónego Carlos da Silva, sacerdote da diocese de Leiria-Fátima, faleceu esta Segunda-feira à noite, dia 16 de Fevereiro, na Casa do Clero, em Fátima. Tinha 80 anos.
O seu corpo estará em câmara ardente na igreja do Seminário de Leiria, onde haverá missa hoje às 18.30 horas.
A missa exequial terá lugar, esta Quarta-feira, dia 18, às 10 horas na Sé de Leiria, seguindo o funeral para Minde, em cujo cemitério será sepultado.


O Cónego Carlos da Silva era filho de José da Silva e de Maria do Nascimento Pena. Nasceu em Minde, concelho de Alcanena, a 5 de Março de 1928. Entrou para o Seminário de Leiria em Outubro de 1939, terminando o curso de teologia em 1950. Foi ordenado sacerdote em 7 de Outubro de 1951. Frequentou o Instituto Pontifício de Música Sacra, em Roma, onde obteve a licenciatura em Canto Gregoriano.
Na sua longa vida sacerdotal trabalhou no Seminário de Leiria, de Outubro de 1955 a Setembro de 1996, onde foi educador e professor de muitas gerações de sacerdotes. Em 1976 foi nomeado cónego da Sé de Leiria, igreja em que regia o respectivo coro e conduzia a animação musical das celebrações litúrgicas. Também no Santuário de Fátima regeu o canto da assembleia ao longo de muitos anos.

Exerceu ainda as tarefas de director diocesano da Obra Pontifícia da Propagação da Fé, professor de Religião e Moral no Liceu Nacional de Leiria, conselheiro espiritual das Equipas de Nossa Senhora, membro do Secretariado Diocesano de Liturgia e da Equipa sacerdotal do Movimento dos Cursos de Cristandade.
Nos últimos anos, devido à doença e à idade, deixou o Seminário de Leiria e passou a residir na Casa Diocesana do Clero, em Fátima.
Dotado de notável sensibilidade e talento musical, compôs muitos cânticos para a liturgia que distribuía pelos cantores e dava generosamente a quem lhe pedia. Uma parte substancial das suas obras musicais foi reunida no livro Orar Cantando”, publicado em 2001 pelo Secretariado Nacional de Liturgia. Com a sua criatividade e dotes musicais, o Cónego Carlos Silva cantou e ensinou a cantar os louvores de Deus, empenhando-se em promover em todos os fiéis uma “participação activa, consciente e frutuosa” nas celebrações litúrgicas.
Ao mesmo tempo que comunica a sua passagem para a eternidade, a Diocese de Leiria-Fátima agradece a Deus a vida, o exemplo, o testemunho de convicta dedicação, firmeza e solidez na fé, fervor e generosidade no longo e zeloso ministério que este sacerdote desempenhou ao serviço da Igreja, sobretudo na formação dos novos sacerdotes e na liturgia. Aos familiares e à Casa do Clero, apresenta sentidas condolências e manifesta público reconhecimento e gratidão pelo apoio que deram a este sacerdote, ao longo da sua vida e especialmente nos últimos anos.