segunda-feira, 18 de maio de 2009

Concerto | UMinho | 23 de Maio de 2009

No próximo sábado realizar-se-á um novo concerto em que as obras do Maestro Joaquim dos Santos estarão em destaque. Outros compositores, além do nosso Maestro, serão abordados nessa noite.

Num futuro próximo espero que seja possível divulgar, aqui no blog, algumas imagens dos concertos que se vão realizando.

Recital de Violoncelo e Piano
Paulo Gaio Lima, violoncelo
Luís Pipa, piano

23 de Maio de 2009 às 21.30h

Salão Nobre do Edifício dos Congregados

Entrada: Comunidade Académica e público em geral - 5€
 
PROGRAMA (hiperligação)

Paulo Gaio Lima violoncelo
Nasceu no Porto. Foi aluno de Madalena Costa no Conservatório de Música desta cidade e de Maurice Gendron no Conservatório Superior de Paris, cidade onde viveu durante sete anos, tendo sido bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Cultura.
Apresen
ta-se regularmente em Festivais de Música no seu país e no resto da Europa(Europália – Bruxelas, Huddersfield, Marais, Uzés, Torino, Trento, Nantes ....) assim como com as orquestras de Moscovo, Szeged, Xangai, Porto Alegre, Hannover, Monterrey, Basel, Varsóvia, Neuss, Istambul…
Colabora com diversos grupos de música contemporânea, nomeadamente
Alternance, 2E2M, L’Itinéraire, Poikilon, Música Nova e Divertimento di Milano. Apresentou em primeira audição obras de Dusapin (Música 86 de Estrasburgo), Koo, o Concerto para violoncelo de P. Hersant (Huddersfield/89), e 5 Miniaturas de C. Marecos
(Cascais 2000). Em 1987foi violoncelo solo convidado da Orquestra Sinfónica do Reno.
De 1992 a 2000 foi violoncelo solo da Orquestra Metropolitana de Lisboa.
Fez parte do Quarteto Verdi de Paris. Com Aníbal Lima e António Rosado formou o Artis
Trio, tendo actuado na Dinamarca, França, Portugal e Itália.
Gravou em disco Concertos de
Boccherini, Beethoven (com G. Ribeiro e P. Burmester), Brahms (com G. Ribeiro) e Schumann, assim como obras do repertório camerístico português (António Pinho Vargas, Cláudio Carneyro, Joly Braga Santos) para a EMI e RCA
.
A sua actividade pedagógica reparte-se entre a Academia Nacional Superior de Orquestra de Lisboa e cursos de aperfeiçoamento em todo o país, Espanha, França, Brasil, Áustria e EUA.

Luís Pipa piano

Estudou nos Conservatórios de Música de Braga e Porto, na Academia Superior de Música e Artes Dramáticas de Viena (Áustria) na Universidade de Reading, Inglaterra, onde obteve em 1992 o grau de Master of Music in Performance Studies. Em 2005 concluiu o Doutoramento PhD) em Performance na Universidade de Leeds, após ter sido equiparado a bolseiro pela Universidade do Minho e como bolseiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia, tendo sido o primeiro no Reino Unido a obter este grau no seu instrumento. Como principais professores de piano teve Maria Teresa Xavier, Helena Sá e Costa, Noel Flores, Laura O' Gorman, Sequeira Costa, Jörg Demus e Marian Ribicky. Estudou ainda com Corrêa de Oliveira, Miguel Ribeiro Pereira, Dieter Gaisbauer, Heinrich Gattermayer, Christopher Wilson e Jonathan Dunsby. Obteve o 1° Prémio no
Concurso Nacional de piano de Braga em 1980. Apresentou-se em Portugal e em diversos países europeus em recitais a solo, integrando grupos de câmara, ou como solista de diferentes Orquestras.
Exerceu funções docentes nomeadamente no Conservatório de Música de Braga e Universidade do Minho, onde se encontra presentemente. É frequentemente convidado a orientar cursos de interpretação
pianística e Master
Classes, sendo particularmente apreciados os seus Recitais-Conferência.
Fez a estreia mundial da obra Monograph Expanded para piano e orquestra de Christopher Bochmann com a Orquestra Clássica da Madeira, sob a direcção do compositor em Março de 1998, tendo nesse mesmo ano participado na EXPO 98 como solista da Orquestra Metropolitana de Lisboa interpretando o Concerto em Fá Maior para piano e orquestra de George Gershwin. Apresentou ainda em primeira audição absoluta a 2ª Suite para piano de João Heitor Rigaud, bem como a sonata para piano em fá# menor de Luiz Costa, em Outubro de 1999. Foi o solista convidado para o concerto de encerramento das comemorações do bimilenário
da cidade de Braga no ano 2000.
Os seus mais recentes compromissos incluem numerosos recitais-conferência e
Master Classes em Portugal Continental, Madeira, Açores e Itália, bem como diversos recitais no Reino Unido. Foi ainda presidente do Júri nos Concursos Internacionais de Piano “Prémio Valentino Bucchi
2003” em Roma.
Gravou um CD com uma obra sua para piano intitulada Sombras, inspirada no livro homónimo do pintor
Alvaro Rocha, um CD com obras de J. S. Bach, C. Seixas e D. Scarlatti para a editora GAM e um CD com obras de Mozart, Beethoven e Schubert para a editora Numérica. Lançou ainda os CDs Sons da Infância com obras de Schumann, Mendelssohn, Katchaturian e Debussy, Marcha para dois Vapores, gravado ao vivo com o actor António Durães, Estudos op. 45 de S. Heller (com edição comentada da partitura), O Pequeno Livro de Anna Magdalena Bach e obras para piano de Luiz Costa em diferentes editoras. Para breve está previsto o lançamento de um CD com Sonatinas para piano de Clementi e Dussek, bem como os cinco CDs que gravou durante o seu projecto de Doutoramento.