quinta-feira, 18 de março de 2010

Academia em honra de S. José | 18.III.961

Há 49 anos, os alunos do 5º ano do Seminário Conciliar de Braga, promoveram a sua Academia em honra de S. José. Aqui apresentaram-se, cada um, com a sua arte e saber… Desde a recitação de poesia em português e em inglês (!), à apresentação de uma Sonata de Mozart, esta Academia contou com a participação de muitos alunos ligados às Artes e claro está, Gonçalves dos Santos também deixou aqui a sua marca com a estreia de duas peças para coro a 4 vozes iguais. Cantigas da minha terra (letra de Jorge Coutinho) e Ora viva a pândega (canção popular).

Programa de Concerto - frente Programa de Concerto - verso

Também Fernandes da Silva e até mesmo o próprio Manuel Faria viram, neste dia, obras suas estreadas pelo orfeão. Todas as peças com poesia/texto de Jorge Coutinho.

Infelizmente, ainda não consegui encontrar a partitura de Ora viva a pândega… apenas uns rascunhos.

Aqui fica esta curiosidade…