domingo, 12 de abril de 2009

Dia da Ressurreição | Nasceu o sol da Páscoa

"O ciclo da Páscoa é, porventura, o período mais sublime do calendário litúrgico católico. Inicia com a Quaresma, tempo penitencial, ou seja tempo de purificação das almas e de preparação para as solenidades da Páscoa. Esse tempo termina com a missa vespertina da Ceia do Senhor, Quinta-feira Santa, primeiro dia do Tríduo Pascal, que inclui também a Sexta-feira Santa, que realça a morte de Jesus, e o Sábado Santo é dedicado ao seu repouso no santo sepulcro. As celebrações da Páscoa, auge do tempo cristão e exemplo para todos os Domingos do ano, começam com a Missa da Vigília e prolongam-se por cinquenta dias, culminando no dia de Pentecostes, no qual se celebra a descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos e que, de certa forma, marca o início da difusão da Igreja cristã".
Não esquecendo nunca os ideais que pautaram, de certa forma, a vida musical do nosso Maestro aqui fica mais um registo de que de facto a sua alma de sacerdote actuava nas belas linhas melódicas que escrevia. Nasceu o sol da Páscoa para solo, coro e órgão...





Nasceu o sol da Páscoa gloriosa,
Ressoa pelo Céu um canto novo,
Exulta de alegria a terra inteira,
Exulta de alegria!

Dos abismos da morte e da tristeza sobe o Senhor Jesus à Sua Glória,
Libertando os antigos Patriarcas.
Sem saber que o sepulcro está vazio,
A guarda, vigilante, testemunha o poder do Senhor ressuscitado.

Rei imortal;
Contigo glorifica neste dia de Glória
Os que em Teu nome renasceram das águas do baptismo,
E desça sobre a Igreja e sobre o mundo,
Como penhor de paz e de esperança,
A luz da Tua Páscoa esplendorosa.

Cantemos a Deus Pai e a seu Filho,
Louvemos o Espírito de amor,
Agora e pelos séculos sem fim,
Aleluia!
Este belíssimo e enérgico cântico foi composto no ano de 1978 e posteriormente editado no número 9 da Nova Revista de Música Sacra. Desde 1971 que Joaquim dos Santos foi colaborador e membro da direcção desta revista, cujo primeiro lançamento data de 18 de Novembro de 1971. A edição desta Revista foi e é, ainda, da responsabilidade da Comissão Bracarense de Música Sacra, da qual o compositor fez parte desde 1969 até à data do seu falecimento.
Nasceu o sol da Páscoa conheceu outra versão, esta inédita, com um prelúdio, interlúdio e poslúdio para órgão. A secção final do coro a quatro partes também conheceu uma versão para vozes iguais. Esta última foi pedida pelo organista Isaías Hipólito no ano 2002. Na partitura tem a assinatura Casa da Casinha 23.02.2002.

Ressuscitou o Bom Pastor – Cântico Pascal